JUSTIÇA CONCEDE LIBERDADE A JOVEM QUE SE JOGOU DO RESIDENCIAL ALTO BONITO.

Geovana Silva Neves, 18 anos, que, na noite desta segunda-feira (19), pulou do terceiro andar do bloco B do Residencial Alto Bonito para escapar de uma batida da Polícia Militar, teve sua liberdade concedida pela Justiça, na tarde desta terça-feira (20). Na Audiência de Custódia, tanto ela quanto Paulo Ricardo Pereira Feitosa foram isentos da acusação de tráfico de drogas e liberados, em Parauapebas, no sudeste do Pará.

Ao contrário do que noticiado, ela não sofreu fratura alguma. Geovana contou que cometeu a imprudência de saltar nove metros porque temeu morrer pelas mãos dos policiais militares. “Eu fiquei com medo deles me matarem. Do jeito que eles chegaram lá, invadindo a casa… Eu estava com o meu filho e fiquei com muito medo,” contou ela, afirmando que a criança ficou aos cuidados de uma amiga.

A jovem afirma que Paulo Ricardo não tem relação alguma com ela, assim como a droga encontrada não pertence a nenhum dos dois. “Foi deixada guardada na minha casa por uns maranhenses e eu fui presa de laranja”, afirma.

Geovana, que já foi presa por envolvimento com drogas, diz que hoje trabalha como doméstica, tem um namorado que também é trabalhador, e mora de aluguel no apartamento invadido pela PM. 

Fonte: ( Blog Zé Dudu)

Gostou do conteúdo? Então compartilhe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *