PARÁ LIDERA RANKING DE DESMATAMENTO DA AMAZÔNIA.

Com 35% do total de área verde derrubada da Amazônia Legal no mês de março, o Pará lidera o ranking do estados que mais desmataram, de acordo com um levantamento do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon).

De acordo com os dados do Imazon, obtidos via Sistema de Alerta do Desmatamento (SAD), que monitora via satélite as áreas desmatadas na região, a Amazônia Legal teve 810km² do território desmatado em março deste ano. O índice revela um aumento de 216% no desmatamento em comparativo com o mesmo mês de 2020, quando o desmatamento somou 256km².

O levantamento apontou ainda que dos cinco municípios que mais desmataram, quatro estão localizados no Pará, são eles: Altamira, com 64 km² de área desmatada, Novo Progresso, com 46km², São Félix do Xingu, com 32km² e Itaituba, com 22km².

Segundo o SAD, em março deste ano, 66% do desmatamento da Amazônia Legal ocorreu em área privadas ou sob diversos estágios de posse. O restante do desmatamento foi registrado em assentamentos (22%), unidades de conservação (11%) e Terras Indígenas (1%).

Na análise do desmatamento em unidades de conservação (UCs), o Imazon constatou que sete das dez UCs mais desmatadas estão localizadas no Pará, são elas: APA Triunfo do Xingu (PA), FLONA do Jamanxim (PA), APA do Tapajós (PA), FLONA de Altamira (PA), FLONA de Itaituba II (PA), REBIO Nascentes da Serra do Cachimbo (PA), RESEX Rio Preto-Jacundá (RO), ESEC da Terra do Meio (PA), RESEX Jaci Paraná (RO) e REBIO do Gurupi (MA).

Fonte: G1 PA

Gostou do conteúdo? Então compartilhe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *