VOCÊ SABIA? CIENTISTAS IDENTIFICAM GENOMA MAIS ANTIGO DOS HUMANOS MODERNOS.

CIENTISTAS IDENTIFICAM GENOMA MAIS ANTIGO DOS HUMANOS MODERNOS.

Em um estudo publicado na revista Nature Ecology & Evolution nesta quarta-feira (7), um time internacional de pesquisadores apresenta aquele que deve ser o genoma mais antigo já reconstruído de um ser humano moderno. Ele foi obtido do fóssil de um crânio encontrado na República Tcheca em 1950, pertencente a uma mulher nomeada Zlatý kůň — “cavalo dourado”, em tcheco.

As primeiras tentativas de datar o fóssil basearam-se na  forma do crânio. Inicialmente, os cientistas concluíram que se tratava de um humano de pelo menos 30 mil anos. Agora, acredita-se que Zlatý kůň tenha vivido há mais de 45 mil anos e represente uma população formada antes da separação entre os ancestrais de europeus e asiáticos.

“Os resultados da nossa análise de DNA mostram que Zlatý kůň viveu perto do tempo em que ocorreu a mistura [de humanos modernos] com neandertais”, afirma, em nota, Kay Prüfer, coautor principal do estudo. O cruzamento mencionado por Prüfer teria acontecido onde hoje é o Oriente Médio, há cerca de 50 mil anos, depois que os humanos modernos deixaram a África.

Como resultado dessa migração, as pessoas apresentam de 2% a 3% de DNA neandertal, uma característica que permite aos especialistas datarem quando um indivíduo viveu. Em genomas de humanos modernos, esses segmentos de DNA tornaram-se bem mais curtos com o tempo.

Fonte : (REDAÇÃO GALILEU/Globo+)

Gostou do conteúdo? Então compartilhe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *